Horcruxes Rpg - Welcome to the new world
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 25/11/2052, Segunda-feira
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
9°C, tempo frio e ventos leves, intensificados à noite.
Lua: Cheia
Ações: tempo livre dos alunos em Londres
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Clarice Hell Krustev Andreiev

Ir em baixo 
AutorMensagem
Clarice Hell Andreiev
Slytherin - 6º ano
Slytherin - 6º ano
avatar

Mensagens : 18
Player : Nah

Força : 2
Constituição : 2
Agilidade : 3
Inteligência : 4
Destreza : 4
Mira : 4

Característica Especial : Vira-Tempo

Warning :
Exp :
25 / 10025 / 100


MensagemAssunto: Clarice Hell Krustev Andreiev   Sab Nov 07, 2009 5:27 pm

ACEITO A APATIA SE VIER

MAS NÃO DESONRE MEU NOME


SERÁ QUE EU JÁ POSSO ENLOUQUECER?
Nome: Clarice Hell Krustev Andreiev
Idade: Dezesseis anos
Data de Nascimento: Treze de janeiro de 2036
Local de Nascimento: Sófia – Bulgária
Ano escolar: Sexto ano
Onde mora durante as férias: Mansão Andreiev - Londres, Inglaterra.
Raça: Sangue-Puro
Varinha: A cor avermelhada do objeto mágico se deve a madeira de sua produção, tal foi retirada de Cerejeira. Em sem núcleo encontra-se algumas gotas do veneno de uma Acromântula fêmea. A varinha mede exatos 23,5cm e possui uma marca horizontal peculiar na extremidade do punho.
Qual casa combina mais com você? Sonserina
Possui algum animal de estimação? Qual? Não.
Possui alguma habilidade ou item especial? Qual? Sim, um vira-tempo.
Avatar: Jessica Stam



OU DEVO APENAS SORRIR?
{{Força: 2
{{Constituição: 2
{{Agilidade: 3
{{Inteligência: 4
{{Destreza: 4
{{Mira: 4


SÃO SÓ OS SEUS PALPITES NA SUA MÃO
Diga olá ao meu mundo, visitante.

Creio que você deve estar se perguntando exatamente como veio parar aqui, ou talvez – se for uma pessoa inteligente – deve estar se perguntando onde é a saída. Eu me perguntaria isso se estivesse no seu lugar e você logo vai saber o motivo.

Antes de qualquer coisa deixe-me falar um pouco sobre mim, prometo que serei breve. Comece me chamando sempre de Hell, sem piadinhas estúpidas ou comentários curiosos, apenas faça isso. Rapidamente irá notar que as coisas – de uma forma ou de outra – sempre acabam do meu jeito, isso nem sempre é bom, ou melhor, isso quase sempre é ruim. Fica mais fácil entender quando existe perigo, quando o seu futuro está em jogo, não acha? Ora, desculpe. Prometi que não iria falar demais.

Se os dias pudessem ser apagados do tempo com certeza a data do meu nascimento seria a primeira da lista para o esquecimento. Não porque sou insignificante ou algo relacionado, e sim porque às vezes faço coisas a minha volta saírem do controle, não do meu controle, é claro. Digamos que desde pequena sempre fui um pouco... Turbulenta. Chame como você quiser, pode ser inconseqüente, perigosa, talvez louca. Tudo um grande mal entendido obviamente. Está bem nítido que sou uma pessoa absolutamente amável e inofensiva, certo?

Dizem que tenho uma personalidade bastante imprevisível, mas que nem sempre fui assim. Enquanto ela estava aqui as coisas pareciam tão doces, era quase surreal a forma como éramos felizes. Os problemas sempre estiveram presentes, porém o conforto do colo dela, o seu sorriso tornava-os insignificantes. Uma mulher amável e também ótima mãe, não poderia existir alguém mais dedicado. Um dia simplesmente parou de respirar, silenciosamente em sua cadeira de balanço ela permaneceu em um sono eterno ate que notaram que nunca mais acordaria.

Com sete anos e um bocado de coisas sem explicação rodando a minha mente, nada restou do rosto dela em minha mente, mas posso sentir o seu cheiro ou ouvir sua voz em algumas madrugadas frias em que pesadelos me consomem. Minha memória mais viva dela é o colar que sempre carrego em meu pescoço, o vira-tempo as vezes é meu refugio, em outras, meu inferno particular. Uma maneira de mantê-la meio-viva e meio-morta.

Sabe agora os meus motivos pra não amar o mundo, pra não ver graça nas piadas e sequer fazer questão de demonstrar apego aos seres à minha volta. Não se preocupe, o que eu preciso é apenas de silencio e privacidade, deixe a pena e a solidariedade para os que não têm como se vingar dos atos cruéis existentes em suas vidas. O meu mundo está completo apenas comigo, o centro e tudo que envolve isso está em mim, sou eu.

Com os anos as coisas tornaram-se mais fáceis em casa, meus irmãos aprenderem a lidar com a perda de suas maneiras. Ate mesmo papai – que sempre me foi suspeito – pareceu sentir a falta dela, sua presença enchia a casa com alguma coisa branca e especial e agora só resta sujeira em nossos cômodos. De qualquer forma, o tempo pode levar tudo, os princípios, virtudes, defeitos e qualidades. Mas os sonhos ele não pode enterrar, meu único desejo; o de um dia ser uma assassina ele não pode apagar. Que prazer, receber para matar, dar a centenas de pessoas um jeito novo de ver o mundo, o meu jeito.

Com onze anos a carta chegou a nossa mansão, nem precisávamos abrir para saber que se tratava do convite para ingressar em Hogwarts. Se soubessem quantos problemas eu lhes daria não escreveriam aquele bilhete. Ora, mas não sabiam, entende convidado? Mal podiam imaginar o que os corredores daquela escola presenciariam nos próximos sete anos, o ultimo deles nem mesmo eu posso imaginar, mas sei que será ótimo, pelo menos pra mim.

A minha psibruxa escreveu tais palavras em seu relatório, após uma discussão onde eu quase usei magia contra ela nas férias, imagine os problemas. A médica me acompanhava desde os sete anos.

“ Não precisava de espelhos para saber que era a perfeição em pessoa, conforme os anos passavam se mostrava cada vez mais talentosa para manipular as pessoas, e ainda mais fria e indiferente aos desejos alheios, sufocada pelo seu grande ego, tornou-se mais que egoísta, exageradamente insuportável e norteada apenas pelas suas exigências arrogantes. Ainda sim, não havia quem não caísse em seu veneno, algo atraia para ela olhares e com um sorriso dissimulado no rosto a menina ganhava suas vitimas sem precisar de brigas, embora soubesse lutar caso a situação pedisse isso.

Lançada a Sonserina, a garota mostrou que combinava com os ideais preconceituosos de seus colegas de casa, e aprendeu rapidamente a ignorar os que não obtinham tanto poder financeiro ou social quanto si. Alguns diriam que ela era uma bruxa sem coração, tampouco, isso importaria para ela. Dona de uma personalidade forte demais para ser controlada, ela varia de doçura a ira sem perder a pose, ainda que deseje fazê-la.

Quanto a suas conquistas pessoais e escolares, podemos dizer que ela obteve sucesso na área de feitiços e poções, tornando-se uma aluna exemplar sem muito esforço, também começou a praticar duelos em um clube clandestino no terceiro ano e chegou a levar um troféu para a casa nas férias, além de é claro arrasar varias vidas alheias com planos de vingança e humilhações publicas.

Também talvez para expor sua raiva preparou-se para os testes de Quadribol da Sonserina no quinto ano, chegando a entrar para a equipe, no cargo de artilheira, mas com o inicio do sexto ano não pretende voltar a equipe, afinal, tem coisas mais importantes para fazer. Com os anos letivos aprendeu muitas coisas além de conhecimentos bruxos, tornando-se uma boa aluna e também uma personalidade exemplar diante daqueles a quem lhe interessam, mas também assumiu um lado diante da sua guerra, e certamente ser de uma família importante faz com que fique bem informada do momento certo de juntar-se ao lado que lhe convém. De apanhar o cargo e o futuro que deseja, custe o que custar.”

Talvez boa parte disso seja verdade, mas quem poderia me condenar por saber exatamente o que quero e sou?



Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Clarice Hell Krustev Andreiev   Sab Nov 07, 2009 5:30 pm

Um Anel foi posto sob a mesa, assim que relastes nesse objeto mágico um filme de sua vida passou diante dos seus olhos, esta Horcruxe julgarás se estas apto a entrar nesse mundo mágico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Clarice Hell Krustev Andreiev   Sab Nov 07, 2009 5:44 pm

Nada me opõe a não lhe liberar.

Vejo que Hogwarts conhecerá um novo sentido a palavra maldade.

"Que a ressurreição te encontre no momento que mais precisar dela."

O Anel
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Clarice Hell Krustev Andreiev   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Clarice Hell Krustev Andreiev
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Le galeria ~ Zoey
» Kit - firestell
» — {P H O N E} Hell van Charbonneau
» Ω Nathan Ragueneau |Teste Feiticeiros de Selene| Been to Hell... I can show you the devil!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Horcruxes Rpg - Welcome to the new world :: Horcruxes Rpg :: Regras :: Fichas Aceitas :: Sonserina :: 6° Ano-
Ir para: