Horcruxes Rpg - Welcome to the new world
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 25/11/2052, Segunda-feira
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
9°C, tempo frio e ventos leves, intensificados à noite.
Lua: Cheia
Ações: tempo livre dos alunos em Londres
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Norah Hinter Prince.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Norah H. Prince
Professora de Herbologia
Professora de Herbologia
avatar

Mensagens : 106
Player : João (alcoolizado) b

Força : 5
Constituição : 10
Agilidade : 5
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 3

Warning :
Exp :
0 / 1000 / 100


MensagemAssunto: Norah Hinter Prince.   Qui Nov 05, 2009 11:56 am

Aboutme


Nome: João
Idade: 12 u.u
e-mail/MSN: FERRAZ-9@hotmail.com
Quais os livros de Harry Potter que você já leu? Todinhos.
Quais os filmes da saga Harry Potter que você já assistiu? Todos que já lançaram.
Já participou de outros fóruns de RPG? Quais? Sim. Vários. Beauxbatons, Prisma, Olympic Chronicles e outros mais aí.
Já possui outros personagens nesse fórum? Quais? Sim. O Leandro de Andrade (que já irei fazer a ficha) e o Jesse Jack.


Aboutshe


Nome: Norah Hinter Prince.
Idade: 34
Data de Nascimento: 09/12/2017
Profissão: Professora de Herbologia.
Local de moradia: Paris, França.
Raça: Mestiça.
Varinha: 25 cm., corda de coração de dragão, cerejeira. Ótima para Feitiços.
Possui algum animal de estimação? Qual? Sim. Um gato felpudo chamado Genny. Folgado e carinhoso.
Possui alguma habilidade especial, ou item especial? Qual? Não.
Avatar: Tina Fey.



Força: 5
Constituição: 10
Agilidade: 5
Inteligência: 10
Destreza: 10
Mira:
3

Aboutthestory


    Olá. Me chamo Norah, e não possuo apelido. Só para reforçar para aqueles que são engraçadinhos. Sou uma mulher rígida, formada em Herbologia pelo melhor curso que existe. Portanto, acho muito difícil, algum aluno poder reclamar do meu ensino. Quero dizer logo que se eu continuar realmente como professora desta escola, os alunos sairão cansados, porém, espertos e mais inteligentes. Pelo o que vejo, Hogwarts está precisando de professores sagazes e – como dizem os alunos – "durões". Por isso, escolhi pelo menos tentar dar aulas lá. Passei um tempo como professora em Durmstrang, e também em Beauxbatons – escola no qual lecionei durante 10 anos. Tenho a dizer sobre essas escolas que não são o que dizem por aí. Alunos dispersos e intrometidos. Principalmente em Durmstrang. Nunca vi escola tão sem disciplina como aquela. E por mais que eu tentasse, eu não consegui colocar os alunos na linha. Saí, e fiquei dois anos desempregada, os piores dois anos da minha vida. Viver sem emprego é como viver sem água. Pelo menos é o que eu acho. Alguns podem pensar que estou fazendo drama, mas não. É porque eles não sabem o quão é difícil viver sem dinheiro. E nesses dois anos tive que aturar os meus primos na casa deles. Claro que não tenho o que reclamar – porque se não fossem por eles eu talvez tivesse morado debaixo da ponte –, porém – sempre há um “porém” – eles são o tipo de pessoa que só se suporta no prazo de uma semana. Brincadeiras idiotas. Não entendo como pessoas daquela idade ainda se acham jovens demais. Festa toda a semana. Música alta todo o dia. Piadinhas toscas a todo o momento. Eu sobrevivi. Como dificuldade, mas consegui sobreviver.


    Nesse tempo que eu estava desempregada, até que tentei arranjar um emprego em uma escola qualquer. Mas não havia nada que precisasse de professora de Herbologia. Ou de qualquer outra matéria. Até que eu sou boa em Feitiços e Poções, mas o meu amor é pelas plantas. Eu até que consegui um emprego como professora em uma mini-escola de magia. Mini mesmo! Era muito pequena e os alunos quase não conseguiam andar pelos corredores. Até meio claustrofóbico. Mas esta escola em especial, era calma e os alunos eram mais inteligentes e quietos. Dificilmente eu era obrigada a dar detenção a eles por conversa. Mas não era para mim. Não conseguia viver em um ambiente como aquele. Eu me sentia como se estivesse sem ar nos pulmões. E tinha que ir muito ao médico. Saí mais uma vez de uma escola. E o pior de tudo foi que apenas fiquei por lá durante um mês. Minha vida estava mudando. E mudando para pior. Muito pior.

    Mais uma vez eu aturei os meus primos em Paris. E mais uma vez fiquei sem emprego. Até que me apareceu Hogwarts. Porém, Londres não era muito bem o que eu queria. E o pior. Eu não tinha dinheiro algum. Estava sem nada. Precisaria pegar emprestado. Mas de quem? Não tinha a mínima idéia do que fazer. Até que um plano me passou pela cabeça. Um plano malvado, mas ainda assim era bom. E eu dei vida a ele naquela mesma noite de sábado. Eram quase uma hora da madrugada e todos dormiam em seus quartos quietos. E eu, deitada no sofá, apenas esperava o momento certo para agir. Até que fiquei pronta. A minha mala de viagens estava perfeita, no quarto dos fundos. O vulgo aposento mal-assombrado – só porque alguém morreu lá dentro há uns dez anos. Todas as minhas roupas lá, bem passadas e bem dobradas apenas esperando-me. Eu estava com o cabelo solto, um jeans apertado, uma blusa marrom e um tamanco preto. Toda arrumada. Levantei-me devagar. E lançando um "Abaffiato" para que ninguém escutasse o barulho do salto do meu tamanco. Subi as escadas e cheguei ao quarto do Jean – o meu primo mais velho. Ele roncava como louco, mas eu tentei não me focar nisto aquele instante. Fui direto ao guarda-roupa e procurei a sua carteira... E achei. Capturei-a com rapidez e corri para baixo. Fui até o quarto dos fundos e peguei a minha mala. Voltei para a sala, e escrevi num piscar de olhos um bilhete. Dizendo da minha partida. E não citando nada sobre o roubo. Deixei a casa. Feliz e com um sorriso estampado na cara. E fui até o aeroporto mais próximo, onde o vôo para Londres estava marcado para uma hora da tarde. Eu teria que esperar. Acabei dormindo em um hotel qualquer e saí ás doze horas de lá. Chegando no horário certo da partida do avião. Deste dia em diante, nunca mais tive notícias dos meus primos. Eu fico imaginando se eles souberam ou desconfiaram do roubo. Ou se até mesmo me procuram até hoje. Só sei que devem estar do mesmo jeito que estavam quando eu saí da casa deles.

    Chegando lá, eu fiz a entrevista de emprego. E me aceitaram como professora. Foi o melhor dia da minha vida. Eu que sempre pensei que não havia dias felizes... Foi ótimo. Aquele dia eu curti. Curti sozinha. Mas curti o gostinho bom de ser feliz. Posso ser durona. Mas sou viva. O dia seguinte seria difícil, e por isso, eu tinha que aproveitar ao máximo a minha festa de desempregada. Hahahaha.

    – – – –

    Agora vamos falar das minhas características físicas. Já que não se pode deixar de falar sobre uma beldade como eu, não é? Então, eu simplesmente poderia dizer para olharem uma foto minha e criticarem o meu rosto. Mas não. Acho que prefiro me auto-criticar. Não sou uma daquelas pessoas que não sabem falar de si próprio. Ainda bem.

    Nunca fiz plástica na vida. Mas tenho vontade de um dia ter a oportunidade de fazer. Minha boca é fina e pequena, nada desejável pelos homens. Rosto fino e queixo pontudo o tipo de mulher severa. Meus olhos negros realçam meu rosto pálido. E isso é a única coisa que gosto em mim. Não sou gorda, embora coma muito. Meus seios são do tamanho PP, e eu não me agrado muito com isso. Qual a mulher que gosta de ter peitos pequenos? Minhas nádegas são mini. E é o que mais me deixa triste. Sou considerada pelos familiares até um esqueleto. Meus braços são finos e tenho o maior medo de quebrá-los. Minhas pernas são musculosas, pois eu ando todos os dias de manhã depois de comer alguma coisa. Sou alta e não gosto de conversar com pessoas mais baixas que eu. Me dá uma pena...

    Certa vez eu decidi fazer uma plástica. Já que o dinheiro estava bom. Eu queria colocar silicone no bum-bum e nos seios para ver se finalmente arranjava algum homem para me bancar – principalmente se for rico. Então eu fui para o cirurgião plástico para ver se ele poderia fazer alguma coisa e quanto essa alguma coisa me custaria. O nome dele era Luca, e tinha lá seus 27 anos de idade. Muito novo. Porém muito falado. Senti-me segura e disposta a ir nele. Fui lá toda produzida e arrumada para não pagar mico. Fui atendida rapidamente. Ele me deu um "olá" sem graça e eu retribuí o cumprimento. Sentei-me na cadeira a frente dele e ele me olhou sem dizer uma palavra. Até que eu me toquei e comecei uma conversa sobre o que eu queria fazer no meu corpo. Eu disse sobre a minha insatisfação com os meus seios e com as minhas nádegas e ele ficou quieto até eu terminar o meu falatório insuportável. Estava tudo normal até ele me mandar tirar a roupa. Eu o olhei com uma cara de espanto e obedeci, né. Fazer o quê? Fiquei com vergonha dele, é claro.

    Tudo custaria dez mil. E eu tinha o dinheiro. Sai sem graça da sala dele. E fui até a recepcionista. Dei o dinheiro com a cara ainda pálida. Marquei o dia que faria as outras consultas antes da cirurgia. Mas nunca mais voltei. Eu nunca mais que terei a coragem de voltar em um lugar desses. Eu nunca soube que eu precisaria tirar a roupa. Talvez eu tivesse me esquecido que trouxas não usam varinha e não podem simplesmente, em um piscar de olhos colocar silicone em mim. Posso ser professora, mas todos têm o seu momento de burrice. Mas eu teria que deixar de tê-los se eu realmente quiser ensinar alguma coisa este ano...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Crown
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 151
Idade : 24
Player : vanneeh

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Norah Hinter Prince.   Qui Nov 05, 2009 12:13 pm

Estás pronto para viver num mundo de magia?


___
The Crown
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Crown
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 151
Idade : 24
Player : vanneeh

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Norah Hinter Prince.   Qui Nov 05, 2009 12:18 pm

Liberada.


___
The Crown
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Norah Hinter Prince.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Norah Hinter Prince.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Horcruxes Rpg - Welcome to the new world :: Horcruxes Rpg :: Regras :: Fichas Aceitas :: Adultos-
Ir para: