Horcruxes Rpg - Welcome to the new world
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 25/11/2052, Segunda-feira
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
9°C, tempo frio e ventos leves, intensificados à noite.
Lua: Cheia
Ações: tempo livre dos alunos em Londres
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Aldrick Vaughan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Aldrick Vaughan
Novato (a)
Novato (a)
avatar

Mensagens : 9
Player : Késsia

Força : 2
Constituição : 1
Agilidade : 5
Inteligência : 5
Destreza : 5
Mira : 1

Warning :
Exp :
0 / 1000 / 100


MensagemAssunto: Aldrick Vaughan   Dom Nov 01, 2009 7:35 pm

Ficha - Alunos

Jogador

Nome: Késsia Castro
Idade: 21 Anos
Contato: kessiacastro@hotmail.com
Quais os livros de Harry Potter que você já leu? Todos
Quais os filmes da saga Harry Potter que você já assistiu? Todos
Já participou de outros fóruns de RPG? Quais? Joguei no antigo Fidelius Charm, no Xoxo, no Summerlove, no Marauders, fundei o Prisma e fundei o Cops and Robbers.
Já possui outros personagens nesse fórum? Quais? Não

Personagem

Nome: Aldrick Vaughan
Idade: 17 Anos
Data de Nascimento: 21/03/2035
Local de Nascimento: Salisbury - Inglaterra
Ano escolar: 7º Ano
Onde mora durante as férias: Salisbury ou Londres
Raça: Mestiço
Varinha: 30 cm, feita de cedro e possui sangue de Imp em seu núcleo. A bainha é adornada com desenhos em alto relevo feitos em ossos do chifre de um unicórnio e na base estão gravadas as iniciais A.V. em meio ao brasão da família.
Possui algum animal de estimação? Qual? Coruja chamada Dawn.
Possui alguma habilidade ou item especial? Qual? Capa da Invisibilidade e Monitor da Corvinal
Avatar: Jason Behr

Atributos

Força: 2
Constituição: 1
Agilidade: 5
Inteligência: 5
Destreza: 5
Mira: 1


Qual casa combina mais com você?

Corvinal: Os sábios que prezam pelo conhecimento.

História:

Bretanha, terra em que os povos antigos conviviam entre si e eram chamados de Celtas. As lendas são muitas, para uma realidade tão particular em que a comunidade mágica e não-mágica interagia de forma harmoniosa, dividindo seus conhecimentos, descobertas e criações. Não existia divisão de “raças” em um lugar no qual as crenças estavam ligadas à natureza e a única ambição era o bem estar.


Enquanto aqueles que possuíam o dom mágico aperfeiçoavam seus domínios como o da água, por exemplo, aqueles que não possuíam essa dádiva estudavam e descobriam a melhor forma de distribuir essa água, na agricultura e necessidades diárias. A magia e o conhecimento estavam ligados como estes povos, visando a sobrevivência, celebrações da vida e propagação de suas crenças e valores.


A familiaridade desse povo estava presente nas relações sociais de parentesco entre si, na convivência diária e nas bases estruturais daquela sociedade. Definindo os papeis dos habitantes de acordo com as suas habilidades e melhor função que poderiam desempenhar para contribuir com as necessidades em comum dos integrantes do clã.


No entanto, as invasões romanas ao território bretão surtiram efeito. A dominação dos povos foi gradativa, guerras foram travadas, muralhas e fortalezas erguidas. De forma vil e tendenciosa os romanos se apropriaram das terras, das crenças, das mulheres e da dignidade daqueles povos, ameaçando suas estruturas e união.


A cultura gananciosa dos romanos trouxe desgraça aos habitantes locais e as invasões Anglo-Saxônicas foram determinantes para a quase extinção dos povos nativos. A falta de organização dos invasores demonstrava uma estrutura social desfavorável, desunida, de forma que as comunidades mágica e não-mágica daqueles povos se mantinham separadas, competindo por fortunas e outras aspirações supérfluas, as quais os nativos não compreendiam.


O desenrolar da história fora marcado por guerras territoriais na região e os poucos sobreviventes daqueles povos se refugiaram próximos a um de seus locais sagrados, o atualmente chamado de Stonehenge, na cidade de Salisbury.


O Clã Vaughan fechou-se em seu território, desenvolvendo as artes da guerra para sobreviver ao caos que a Bretanha se tornara. As crenças e valores foram mantidos, passados de geração em geração. Entretanto os tempos mudavam, as cidades se desenvolviam e o “mundo bruxo” separava-se oficialmente do “mundo trouxa”. Em meio a tudo isso o então Ministério da Magia era criado, não somente na Inglaterra, mas a nível mundial. De forma que diversas regiões se adaptaram a essa divisão absurda, escondendo os dons mágicos como se os que não o possuíssem fossem menos dignos de conviver em sociedade.


Nos terrenos do clã, a união permanecia ainda que mascarada para que o tal Ministério não ousasse interferir na família. Relações foram estreitadas, as táticas de guerra foram requisitadas por aqueles que se diziam bruxos e “ingleses”. Os falsos moradores daquela terra que impunham suas leis com maestria digna de usurpadores. A política, a boa vizinhança, as relações de “amizade” e companheirismo foram bem desenvolvidas pelos Vaughan ao longo dos tempos, de forma que o lugar ao Ministério se fez presente de acordo com as necessidades da época.


Mesmo que os invasores tenham dominado a região séculos atrás, aqueles que ali nasciam não poderia ser julgados pelo passado desprezível de seus ancestrais. Apenas por isso, eram dignos de respeito e companheirismo. No entanto, aqueles que não pertenciam a Bretanha não deveriam ameaçar a soberania do país, propagando seus costumes que outrora trouxeram tanta destruição.


Por necessidade territorial do Ministério da Magia Britânico, a Golden Dawn fora criada. A Ordem era composta pelos integrantes dos clãs mais antigos, dispostos a servir a Bretanha no que fosse preciso, combatendo os males que ousavam atravessar as águas que a cercavam. Perfeitos guerreiros, com objetivos, valores e crenças em comum. Detinham coragem e conhecimento para honrar as terras que seus antepassados não puderam proteger.


A história se repetia em formas e contextos completamente diferentes, mas o resultado era o mesmo: invasões. A Ordem protegera o “mundo bruxo” inglês com maestria até que seus serviços não fossem mais necessários. Mesmo desativada oficialmente, a Golden Dawn permanece no Ministério da Magia, contribuindo na formação dos aurores e em suas atividades particulares.



Salisbury, 21 de Março de 2035.



Eu nasci em um dia nublado, era final de inverno e início da primavera. A felicidade de meus pais era como a de bons velhos amigos alcançando um objetivo em comum, era assim o casamento deles, definido pela conveniência de ambos, mas isso nunca fora um problema devido à amizade que nutriam entre si.


Minha infância fora como a de qualquer Vaughan, cercada de primos e parentes. No entanto a minha curiosidade sempre me manteve em alerta para os assuntos particulares de meus pais. Eu não sabia dos planos deles, a princípio eles passavam longas horas estudando e se reunindo em busca de um objetivo em comum, como um sonho de ambos.


Eu tinha seis anos quando recebi a notícia da morte de meus pais, foi difícil acreditar ou lidar com isso. Quase enlouqueci e não sosseguei até saber de cada detalhe para então tirar minhas próprias conclusões, fracos. Eles foram fracos e fracassaram manchando a minha própria existência. Jamais os perdoei, jamais proferi seus nomes, estes foram esquecidos no meio familiar e eu não permitiria que voltassem a falar no assunto – ao menos não na minha frente. No entanto, um ano depois eu utilizei o presente que me fora dado, a capa que era do meu Avô e estava na família há gerações. A conversa dos adultos me pareceu misteriosa demais para deixar de ser cuidadosamente avaliada por mim e eu me escondi atrás do sofá da sala.


Foi neste dia que eu soube a verdade sobre os acontecimentos e que minha primeira experiência mágica se revelou. Eu já tinha sete anos e a minha raiva gerou um incêndio, destruindo a residência em que eu morara com meus pais. A partir deste dia eu passei a viver com meus avôs e outros parentes na mansão principal dos Vaughan.


Não vou mentir e dizer que tudo permaneceu como antes, pois os fatos podem facilmente mostrar o oposto. Minha personalidade se alterara de uma forma jamais imaginada por mim, descontrolada como meu temperamento. As vezes é difícil manter o controle, é difícil não rir ou provocar aqueles ao meu redor. É simplesmente prazeroso e incontrolável, como o caos. E não há nada melhor do que gerá-lo, não importando as conseqüências, apenas pela diversão.


Tudo era feito em busca de fins caóticos, não importava o que fosse, quanto maior fosse o estrago, maior seriam os resultados. Nunca me ative às coisas superficiais que nos são passadas, buscando todo o conhecimento possível para poder alimentar minhas teorias e embasar a prática de minhas ações mal-intencionadas.


Sempre fui determinado e essa virtude me levou a estudar assiduamente, pesquisando e buscando conhecimento nas artes obscuras, nos livros de investigação e dissimulação. Atuar é um prazer misterioso que eu cultivo como hobby, em um segundo eu posso mudar toda a minha expressão corporal e intenções em minhas palavras bem entoadas. A biblioteca da família logo se tornou repetitiva para o que eu queria e a de Hogwarts viera em seguida. O vasto acervo peculiar não era tão vasto, já que apenas poucos assuntos me eram buscados incansavelmente.


A personalidade humana e o comportamento dos indivíduos é um assunto que me agrada, minhas pesquisas me mostraram uma infinidade de fatores, como uma rede, que se conecta as relações humanas. Todo comportamento gera um sinal, um indício de verdade ou mentira, mas isto não é concreto. Só há como saber se estiver bem aparente e se conhecer o indivíduo em questão. Acredito em minha intuição fortemente aguçada, gosto de seguir meus palpites, estes geralmente me levam a fonte do quer que eu procure. Associação livre de idéias é uma qualidade de poucos e prezo pela minha, alimentando-a com todo o tipo de conhecimento que eu puder adquirir.


Ao menos na biblioteca encontrei meu lugar de quietude e um novo acervo para curar meu tédio, estou brincando, meu tédio é curado todos os dias quando tenho oportunidade e um corredor vazio. Ok, eu estava mentido novamente, eu prefiro um corredor cheio de pessoas interagindo entre si, afinal elas não precisam saber que estou lá. Estar entre as pessoas também é uma boa forma de adquirir novidades, principalmente aquelas que podem gerar causos e acasos. Está se tornando cansativo viver assim, espero ter algo mais interessante para fazer nesses próximos meses.


Londres, 1 de Setembro de 2052.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Aldrick Vaughan   Dom Nov 01, 2009 7:55 pm

Um Anel foi posto sob a mesa, assim que relastes nesse objeto mágico um filme de sua vida passou diante dos seus olhos, esta Horcruxe julgarás se estas apto a entrar nesse mundo mágico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Aldrick Vaughan   Dom Nov 01, 2009 7:57 pm

Senhor Vaughan.

Não vejo motivos que me levam a não lhe aprovar.

“Que a ressurreição te encontre no momento que mais precisar dela”.



O Anel
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Aldrick Vaughan   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aldrick Vaughan
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» ♥ Treino para Filhos de Afrodite e Eos | Abril/Maio/Junho de 2013 | Monitor Aldrick Chevalier ♥

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Horcruxes Rpg - Welcome to the new world :: Horcruxes Rpg :: Regras :: Cemitério-
Ir para: