Horcruxes Rpg - Welcome to the new world
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Durante anos, a existência da magia e dos próprios bruxos fora mantida em segredo, com os cuidados do Ministério da Magia. Mas agora, algo ameaça isso que eles tanto prezam. O que pode acontecer se as opções escolhidas no passado colocarem em risco o futuro?

Nos últimos tempos, o controle de criaturas mágicas tem sido muito mais rígido, devido às ações de segurança do, então eleito, novo ministro da magia. Segundo ele, essas criaturas inferiores não necessitam de metade dos direitos impostos por seu antecessor.

Seguindo suas ordens, o Ministério passou a controlar o número de indivíduos de cada raça, assim como demarcar o seus territórios mais rigidamente. Com o controle e o território rigidamente estruturados, as condições foram de mal a pior, e como conseqüência algumas raças começaram a se rebelar.

A noticia da extinção de uma delas incentivou a criação de um grupo contra o ministério. O profeta diário, diz ser de fonte segura a informação publicada na edição do dia 29 de Setembro de 2052, a qual afirma que há no mínimo dois representantes de cada raça, aparentemente liderados por um centauro.

Murmúrios levaram os acontecidos até Azkaban, mesmo o ministro tentando pessoalmente abafar o caso. O movimento nas poucas celas ocupadas começaram a surgir, e pouco tempo depois houve uma inevitável fuga, ocasionada pela falta de atenção do ministério para com a vigilância de seus prisioneiros.

Apesar dos grandes esforços na busca, alguns deles ainda não foram encontrados, e por esse motivo o ministério precisou se manter alerta para este fato também. Os problemas começaram a surgir e estão cada vez pior, as esquinas nunca foram tão ameaçadoras. E agora, o Ministério sozinho já não é o suficiente.


Período - What's going on now?


Dia: 25/11/2052, Segunda-feira
Início do Período: 29/05/2010
Fim do Período: 25/07/2010
Tempo:
9°C, tempo frio e ventos leves, intensificados à noite.
Lua: Cheia
Ações: tempo livre dos alunos em Londres
Aulas: Período livre de aulas






Rodrigo
Felipe
Amily
William
Amanda
Ramires



Slytherin 149
Gryffindor 085
Ravenclaw 111
Hufflepuff 108




The Star

Sorata Matsuri
A pirralha. Dentre as pessoas ali ela seria a primeira que eu imaginaria negando-se a aparecer. Kamui rodou os olhos quando encerrei a conversa amigável que estávamos tendo e fui na direção da mesa. Do modo silencioso que me aproximei, seria improvável que ela tivesse notado minha aproximação, já que estava de costas.

- pensei que seria a última pessoa que veria por aqui... – comentei, quando estava próximo, cruzando os braços enquanto observava sua figura.


The Villain

Lúcifer Deimos
- Você agindo desta maneira me parece mais um gatinho acuado do que um anjo , Gabriel.

Lucifer riu da tentativa falha de gabriel de lhe assustar e com a mão que ainda lhe prendia voltou a lhe prender conta a parede desta vez apertando seu corpo contra a mesma, e fazendo com que a Varinha do Enkelis caísse no chão.

- Não precisa ter medo, deixe-me começar e você vai pedir por mais.


The Gentleman

Ongaku Matsuri
- Calma, calma... eu tenho um plano! - fez uma pausa imaginando que palavras usar - Você deve ter percebido que eu andei sumido por estes tempos, não? É por que eu estava treinando uma magia antiga, é uma técnica antiga que já foi usada por alguns bruxos muito poderosos para defender seus tesouros. - achou melhor não comentar que foi usado, também, para eliminar inimigos - Eu aprendi a fazer inferis! A frase saiu muito pior do que ele havia imaginado, agora ele parecia ser um maníaco. Magia das trevas, quebrar regras básicas do colégio e se colocar em risco. O mal estava feito, nada mais se podia fazer, a não ser esperar para ver o que o primo acharia disto.

The Lady

Júlia de Andrade
Mas antes de subir, encontrei com Seto. Ele parecia meio indeciso sobre de onde assistir o jogo e eu realmente tive de sorrir com isso. Ele era um grifinório, o natural seria torcer pelos vemelhinhos, mas Marcelo era um dos melhores amigos dele e primo e Akane... Bom Akane era a irmã dele.

Acho que realmente ficar na arquibancada da grifinória e acabar acidentalmente ouvindo alguém incitar um batedor a lançar um balaço nela não seria algo lá muito saudável para ele... Ou para quem disse tal coisa, óbvio.

- hn... Sabe, você podia esquecer da sua casa e subir comigo – disse apontando a arquibancada da corvinal. - melhor que ficar indeciso no meio do caminho. Eu sei que você vai acabar torcendo pelo Marcelo e a Akane de qualquer maneira... – disse dando de ombros.


The Comedy

Kimihiro Matsuri
Eu quero ver, quero quero quero quero quero! Nhaaa será que meu Onii-sama deixaria eu ver o caderninho dela? '0' Não custa perguntar né? Afinal, quem tem boca vaia a Roma, no caso, fala com o irmão misteriiii~

Logo ela saira da biblioteca e eu ficara sozinho com Sorata. Pela primeira vez no dia estávamos a sós e juntos. Assim pude fazer aquilo que eu queria fazer desde manhã cedinho. Abraçar meu irmão com força até esmagar ><'' Um abraço forte e quente era o que eu costumava dar em meu irmão quando estávamos juntos. Eu me sentia confortavel perto dele, protegido literalmente '0'

-Aquela pasta, me deixou confuso. Desde quando você escreve partituras? Não me contou algo assim, que cruel ;3;''


The Romance


Guilherme de Andrade e Gabriel Enkelis
- É só um abraço... Certo? – perguntou, um pouco de hesitação era visível no tom de sua voz o qual Gabriel provavelmente notou.

– Não Guilherme, é só um pretexto para eu te agarrar aqui mesmo e te beijar... – Disse Gabriel serio para Guilherme quando o mesmo questionou o seu pedido de abraço, depois um sorriso bem calmo apareceu no rosto do sextanista. – Brincadeira. - antes que se arrependesse da sua decisão ou Gabriel continuasse a falar, Guilherme encurtou a distância, o abraçando de uma vez.

Era ao mesmo tempo estranho, mas nostálgico. Parecia ao mesmo tempo certo e errado... E ele não conseguia definir aquela situação com palavras por que, sempre que tentava, elas pareciam contraditórias demais...


The Moment

Telbalt Yura
Logo ele notara que alguém começara a cair da vassoura. Mas que coisa, mal começara a temporada de Quadribol e Tebalt já teria a chance de atacar alguém que sanguraçe no meio do campo. Seria uma cena épica. O vampiro lutando para se controlar enquanto aquele sangue fresco escorrega sobre a grama molhada pela chuva de madrugada. Seria uma sensação de extremo agrado...Prazer. Afinal, não havia nada melhor que o sangue fresco de alguém.

-Será que ela chega ao chão...?-Falou bem baixinho e mentalmente torcia para que sim, queria sangue...Queria muito sentir o cheiro, só de pensar já começava a sofrer as alterações corporais.





Horcruxes Rpg


Para fazer parcerias com o nosso fórum, logue na conta Parcerias com a senha parceria123 e mande uma mp para The Locket com o link do seu fórum e o código do botton. Assim que o nosso for adicionado às parcerias, estaremos adicionando o seu:


Two-Way Mirror RPG The Requiem ImperiusNova EraGOD BLESS UMinistry Of Magic RPGPoint MeDrumstrang rpgFórum grátis



Horcruxes Rpg é hoje uma realização de Rodrigo, Will, Lipe, Vanne, Rami, Amily e Amanda. Nossos agradecimentos também a Bel e Miguel que nos ajudaram no início do fórum a tornar isso possível.

Layout do fórum por Amanda com imagens retiradas do site Deviantart. Código do css-base por esmé do RCR com modificações e adaptações feitas por Amanda.

O conteúdo, no entanto, foi baseado nas obras de J.K. Rowling, com adaptações para a trama e história do jogo, mas nós não temos nenhum lucro com isso.

Creative Commons License

Horcruxes Rpg © 2009

Compartilhe | 
 

 Leonard Montreir

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Leonard Montreir
Hufflepuff - 5º ano
Hufflepuff - 5º ano
avatar

Mensagens : 76
Player : Amanda-chan

Força : 2
Constituição : 3
Agilidade : 3
Inteligência : 4
Destreza : 4
Mira : 4

Característica Especial : Herdeiro de Helga Hufflepuff

Warning :
Exp :
56 / 10056 / 100


MensagemAssunto: Leonard Montreir   Sab Out 31, 2009 1:07 am

About Me

The Master


Nome: Amanda
Idade: 19
Contato: piscesamandachan@gmail.com
Quais os livros de Harry Potter que você já leu? Todos /o/
Quais os filmes da saga Harry Potter que você já assistiu? Todos também ^^
Já participou de outros fóruns de RPG? Quais? Você quer a lista toda? oõ Ok vamos lá... Fidelius Charm, Imperius Rpg, Maruders, The Réquiem, Cosmic Age, Another History, Prisma Rpg, Time Turners, Two-Way Mirror, Angels or Demons... É uma boa lista, não? Talvez eu tenha esquecido algum outro aí XD
Já possui outros personagens nesse fórum? Quais? Meu medalhão de Sly conta pra você ou os outros vários que tenho em mente de postar agora em seguida? XD


The Character

The Poor Person Of We Speak In The Story


Nome: Leonard Montreir
Idade: 15 anos
Data de Nascimento: 17/06/2037
Local de Nascimento: Londres, Inglaterra
Ano escolar: 5º ano
Onde mora durante as férias: Paris, França
Raça: Mestiço
Varinha: 28 cm, pelo de unicórnio, cerejeira, flexível
Possui algum animal de estimação? Qual?Uma gato de pelagem cor de caramelo, chamado carinhosamente de Gary
Possui alguma habilidade ou item especial? Qual? Ser Herdeiro de Helga Hufflepuff deve ser algo notável aqui, não é mesmo?
Avatar: Yutaka Uke, mais conhecido como Kai, baterista e líder do the GazettE


Habilites

You Are Good In…


Força: 2
Constituição: 3
Agilidade: 3
Inteligência: 4
Destreza: 4
Mira: 4



House Selection

How Is Your Choice?


"Hufflepuff dos sinceros e leais pelo sangue da própria fundadora correndo nas veias."



The Story

Once Upon A Time


    Durante anos pesquisei, procurando recuperar por entre os fragmentos perdidos, a história de uma das mais antigas famílias bruxas, os Hufflepuff. Hoje, no entanto, ainda não posso considerar este registro totalmente completo. Para aqueles que, no entanto se interessarem, afirmo que este talvez deva ser o registro mais fiel sobre o único ramo sobrevivente desta família.

    A magia na família Hufflepuff, conforme registros da época, começou com a própria Helga, de modo que a linhagem Mágica inicia-se por ela. Helga, como todos sabem fez diversas contribuições para o mundo mágico, não só como uma das quatro fundadoras de Hogwarts, mas também como curandeira. Diversas ervas utilizadas até hoje com muita eficácia foram descobertas e cultivadas inicialmente por ela. Algumas descobertas desta fabulosa mulher, no entanto, apesar de imensamente apreciadas, raramente são creditadas a ela por falta de conhecimento dos registros antigos, como é o caso do famoso suco de abóbora, conhecido e apreciado por muitos.

    Passando mais à frente é fácil constatar que o nome Hufflepuff morrera diretamente com Helga, pois seu único filho, Hector levaria adiante o sobrenome do marido da fundadora, Edrith Herfang, como é comum acontecer até os dias de hoje.

    O ramo da família Herfang que descendia de Hector tive o nome extinto dois séculos depois, quando a última descendente, Amalia Herfang casou-se com William Coupton, fazendo assim novamente a linhagem dos herdeiros mudarem seu nome. Este, porém, foi passado por apenas três gerações, quando o nome da família novamente foi trocado ao Anette Coupton casar-se com Frederick Londubat. O nome da família assim se manteve por mais três séculos antes que Olivia Londubat se unisse a Charlus Yaxley.

    Este foi o período em que o nome da família mais tempo permaneceu o mesmo, contabilizando cinco séculos em que o nome dos Yaxley propagou-se nos herdeiros. Até que finalmente o nome da família novamente muda quando Lysandra Yaxley casou-se com Petter Hendrix.

    Durante mais 150 anos, aproximadamente, o nome manteve-se, mas então Olga Hendrix casa-se com Richard Smith, novamente trocando o nome da família.

    O nome Smith se manteve, então até o fim dessa linhagem, onde os últimos descendentes seriam Daniel e Natalie Smith, filhos de Matthew e Natsu Simth.

    A família Smith, constituída então de quatro membros, no entanto foi toda dada como morta em um acidente lamentável a alguns anos, como foi possível acompanhar n’O Profeta Diário. Aqui então entramos no terreno da possibilidade e probabilidade. Eu, pessoalmente tenho sérias dúvidas de que isso realmente tenha ocorrido, porque nunca foi encontrada uma prova da morte de Daniel ou Natalie, apenas foi suposto que tivessem morrido depois do trágico acidente, uma vez que nunca mais foram vistos. Uma família de quatro pessoas. Todos dados como mortos, mas somente os corpos de Matthew e Natsu foram realmente encontrados.

    Aqui então fica a dúvida de se essa tão tradicional linhagem teria mesmo sido extinta aqui ou se seus descendentes não podem estar caminhando entre nós, passando despercebidos. Termino aqui o relato de todas as minhas infindáveis pesquisas sobre o assunto.
    (Oliver Hanz – Genealogista)



    "Para os que aqui chegarem, imagino que tenham lido os relatos retirados do diário de Oliver Hanz, o mais bem tido genealogista da nossa época. Se leram, podem, então, perceber que em nenhum local dessa árvore genealógica o nome Montreir foi citado, então como Leonard Montreir poderia ser herdeiro de Helga Hufflepuff? Esta é outra história, uma história secreta, e o fato de esta ser tão secreta é a única coisa que possibilitou que Leo continuasse vivo.

    Claro que Oliver jamais teve acesso a esta história e por isso seus relatos não estão completos. Podemos dizer que esta história que lhe contarei termina de contar o que ele começou, mas não de um panorama tão seco como o que o Sr. Hanz utilizou para contar os séculos e séculos de história dos descendentes da fundadora da Lufa-Lufa, ou então seria absolutamente impossível de se entender o que tenho a contar.

    Se você se pergunta quem eu sou, deixe-me que me apresente. Meu nome é Francis Montreir e eu seria o que mais se assemelharia a um pai para Leonard. Isso porque na verdade, por mais que sejamos como pai e filho, devo contar aqui que Leo não é realmente meu filho, pelo menos não em laços sangüíneos.

    Eu apenas sou um grande amigo do verdadeiro pai ele, que tenho, há 14 anos, cumprido uma promessa que fiz.

    Não me entendam mal, eu realmente amo Leo como se fosse meu filho, mas há mais nessa história que isso. Porque se não fosse o fato de eu criar Leo como se ele realmente fosse um Montreir todos esses anos, agora ele estaria morto. E tudo apenas e somente por dinheiro.

    O verdadeiro nome de Leonard é na verdade Daniel, Daniel Smith. Você já deve ter entendido, então, porque ele é o herdeiro de Hufflepuff. Matthew, como o herdeiro, era o atual dono da fortuna da família Huflepuff, que não é uma quantia pequena, afinal vários séculos de união com outras famílias bruxas acabaram por erguer um bom patrimônio financeiro. Dinheiro... Uma coisa tão fútil em comparação às vidas que se perderam por conta disso... Infelizmente o mundo bruxo parece ser inevitavelmente movido pela moeda dourada que chamamos de galeão... A desgraça aconteceu há alguns anos.

    Claro que Matthew não deixaria simplesmente que os ladrões levassem a chave do cofre da família e todos eles mortos assim, sem fazer nada. E o que ele fez como um último ato foi com uma chave de portal mandar Daniel, que na época tinha apenas um ano para mim. O objeto que ele usara como chave de portal foi justamente a chave o que imagino que deve ter deixado os malditos ladrões realmente loucos da vida.

    E eu só soube o que aconteceu realmente quando vi a notícia nos jornais de que a família Smith tinha sofrido um grave acidente, sem sobreviventes. Matt tinha me contado sobre suas suspeitas de que o estivessem perseguindo e sobre o medalhão, porque afinal éramos melhores amigos. E eu sabia então o que significava o ato de entregar Daniel a mim.

    Assim, fiz todo o possível para ocultar a real identidade de Daniel, o registrando novamente como se fosse meu filho, contando aos curiosos uma história bem inventada sobre uma namorada japonesa trouxa que me contara há poucos dias sobre a existência de meu filho e o entregara a mim porque não tinha condições de cuidar dele. Assim, Daniel deixou de ser um Smith e para todos os efeitos é um legítimo Montreir, o que, aliás, nos traz inúmeros problemas dentre a família pelo fato de Leo ser, mesmo em minha história inventada para acobertá-lo, um mestiço, algo que nenhum dos outros membros da família aceita, especialmente meu pai, Louis. Mas esta é uma questão complicada demais para que eu explique como se deve talvez em outra ocasião eu escreva sobre esse assunto. A gora falando de Natalie, jamais fiquei sabendo sobre o que ocorreu com ela. A garota tinha dois anos, mas não imagino o que tenha acontecido com ela, uma vez que seu corpo jamais foi encontrado. Mas eu não deixaria que os esforços de meu amigo fossem em vão e realmente encarnei como pai de Leonard. Durante anos dei todo o carinho e amor para ele.

    E Leo cresceu uma criança encantadora. Tinha os olhos puxados e escuros como os da mãe, mas os cabelos levemente arruivados de Matthew. Como eu também possuo cabelos ruivos, as pessoas dificilmente acham que Leo e eu não somos parecidos. O caso é que eu sempre fui um pouco parecido com Matt e isso ajudava muito a acobertar a mim e Leo.

    Alegre, brincalhão e um pouco desastrado às vezes, eu nunca tive exatamente grandes problemas com Leo. Aos sete anos ele fez sua primeira mágica. E eu sabia que sendo quem ele era, quando completasse seus onze anos ele receberia a carta de Hogwarts, embora eu sinceramente preferisse que ele ficasse em Beauxbattons, onde estaria mais perto de mim e bem escondido, mas esse era um dos pontos em que divergíamos. Desde que ouvira falar de Hogwarts, ele tinha deixado claro para mim que se a carta viesse ele iria querer ir estudar em Hogwarts. E eu soube que não poderia segurá-lo para sempre.

    Aos seus onze anos, ele recebeu as duas cartas. E eu sabia de antemão a decisão dele. Foi difícil, mas acabei concordando com a idade dele para Hogwarts. Compramos seus primeiros materiais escolares na Paris bruxa, e de presente de aniversário lhe dei um gato, o qual ele chamou de Gary.

    O difícil mesmo foi quando o levei para a estação e tive de deixá-lo embarcar naquele trem. Não queria me separar dele, não queria que ele fosse, mas sabia que teria de deixá-lo ir. Eu tinha concordado em deixá-lo estudar em Hogwarts e não podia mais voltar atrás, não agora ali a apenas alguns minutos da partida. Leo é praticamente tudo para mim e eu não imagino mais como seriam meus dias sem ele.

    E Leonard foi para Hogwarts. Não é preciso nem dizer para qual casa ele foi escolhido. Com certeza a Lufa-Lufa era seu lar, e isso não se devia apenas por ele ser descendente da fundadora, mas por sua personalidade mesmo.

    O tempo passa devagar quando você espera que ele passe logo. E o primeiro ano dele em Hogwarts realmente foi o mais longo da minha vida. O medo de que alguém pudesse descobri-lo, que algo acontecesse com ele era imenso. Mas, para o meu alívio, nada aconteceu e no fim do ano novamente eu o abraçava com todo o carinho e juntos íamos novamente para a nossa casa em Paris.

    Durante os anos seguintes, como todo pré-adolescente, ele cresceu e seus interesses infantis foram sendo deixados ara trás. Tive um susto quando um dia ele simplesmente veio me dizer que queria ser baterista de uma banda quando crescesse... Quer dizer... Eu não esperaria isso, a maioria dos garotos da idade dele queria ser jogador de quadribol ou auror em alguns casos, mas não músico. Porém como ele realmente parecia muito decidido e insistiu muito, no fim acabei por lhe dar de presente de aniversário aos doze anos um par de baquetas e a bateria, claro.

    As aulas de bateria ele faz até hoje e tenho que admitir que ele realmente leve algum jeito para a coisa. Sou mais apreciador de música clássica, mas ainda assim posso dizer que pelo menos os sons que saem daquela bateria quando ele está tocando fazem algum sentido, não são apenas irritantes batidas sem qualquer cadenciamento como pensei quando ele me trouxe a idéia pela primeira vez.

    Porém, algo que eu sempre soube foi que, algum dia, eu teria de contar para Leo a verdadeira história da sua vida. E esse momento ocorreu no seu aniversário de treze anos, quando eu lhe entreguei em mãos a chave do cofre que guardava o dinheiro que foi o causador de toda a sua desgraça ao mesmo tempo em que foi o objeto que salvara sua vida. Não posso dizer que foi fácil admitir que eu não era seu verdadeiro pai, porque eu me sentia como sendo, afinal tirando o primeiro ano de sua vida, em todo o resto do tempo fui eu quem o criara, quem cuidara e dera todo o amor possível.

    Claro que apesar de isso poder abrir um enorme caminho de possibilidades (o que o dinheiro não faz hoje em dia) o seguro mesmo era nem tocar naquele dinheiro, afinal ninguém sabe o que ocorreu com os ladrões e se eles tivessem a mínima pista sobre Leo, com certeza viriam atrás dele, coisa que eu não queria de jeito algum.

    Mas quem me pediu que sumisse com aquela chave, a mantivesse escondida, foi o próprio Leo, o que de fato me deixou muito feliz. Leo era um garoto de ouro, mas sempre me surpreendia.

    E eu sempre agradeço a Deus, porque por pior que tenha sido a desgraça que ocorreu com meu amigo, ao menos uma coisa boa de tudo aquilo me restou: Leo.

    Agora, que ele voltou para Hogwarts em seu quinto ano com seus amigos, escrevo esta carta, sabendo que na verdade ninguém irá lê-la, apenas como uma forma de desabafo de tudo o que sinto.

    Por isso, caro leitor, imaginário fico por aqui e agora mesmo queimarei esta carta até que nada mais que cinzas sobrem dela...

    Francis Montreir"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Leonard Montreir   Sab Out 31, 2009 10:34 am

Um Anel foi posto sob a mesa, assim que relastes nesse objeto mágico um filme de sua vida passou diante dos seus olhos, esta Horcruxe julgarás se estas apto a entrar nesse mundo mágico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Leonard Montreir   Sab Out 31, 2009 10:46 am

Senhor Montreir

Sua história tem um desenrolar muito bom, e foi feita com extrema coerência, além de ser mínimos ou inexistentes os erros. Me julgaria um tolo se não o aprovasse. Porém aguardo as postagens de mais duas fichas da mesma família, sendo um adulto, para poder julgá-lo um sangue-puro.


O Anel
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
The Ring
Trama/Narração
Trama/Narração
avatar

Mensagens : 344
Player : Will

Força : 10
Constituição : 10
Agilidade : 10
Inteligência : 10
Destreza : 10
Mira : 10

Warning :
Exp :
100 / 100100 / 100


MensagemAssunto: Re: Leonard Montreir   Dom Nov 01, 2009 10:32 am

Ficha editada e personagem liberado.

“Que a ressurreição te encontre no momento que mais precisar dela”.


O Anel
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Leonard Montreir   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Leonard Montreir
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Horcruxes Rpg - Welcome to the new world :: Horcruxes Rpg :: Regras :: Fichas Aceitas :: Lufa-Lufa :: 5° Ano-
Ir para: